Será que meu cachorro precisa de fisioterapia?

A fisioterapia e todas as terapias envolvidas podem auxiliar o seu animal de estimação em diversos aspectos.

Será que meu cachorro precisa de fisioterapia?

A fisioterapia e todas as terapias envolvidas podem auxiliar o seu animal de estimação em diversos aspectos.

As principais indicações são:

  • Controle da dor
  • Prevenção e tratamento de lesões
  • Tratamento de feridas
  • Redução do tempo de recuperação e cicatrização
  • Reabilitação pré e pós-operatória
  • Auxílio no tratamento de malformações
  • Melhora na qualidade de vida de animais idosos
  • Melhora na qualidade de vida de animais com doenças crônicas (neoplasias, doenças inflamatórias, cardíacas, renais e endócrinas)
  • Obesidade e condicionamento físico
  • Melhora de performance de cães atletas/animais de exposição
  • Controle de ansiedade

Ainda está em dúvida? Agende uma consulta para seu pet e faça uma
avaliação com a Dra. Sabrina!

Reabilitação de lesões em cães

A fisioterapia para cachorros é muito utilizada para a prevenção e tratamento de lesões neurológicas e ortopédicas.
Veja os principais casos onde a fisioterapia e as terapias disponíveis podem auxiliar seu cãozinho:
Indicações Neurológicas

Também chamado de Embolia Fibrocartilaginosa, Infarto Fibrocartilaginoso ou Mielopatia Isquêmica, é uma doença caracterizada pela ocorrência de um bloqueio do fluxo sanguíneo que nutre a medula espinhal. A fisioterapia atua na conservação da musculatura, no aumento da mobilidade e na melhora da condição neurológica.

A doença do disco intervertebral (DDIV) ocorre quando há compressão da medula e/ou nervos por uma estrutura que estabiliza a coluna, o disco. Pode causar desde dor e perda de equilíbrio até paralisia. A fisioterapia auxilia em todas as fases do tratamento (cirúrgico ou não), controlando a dor e a inflamação, auxiliando no restabelecimento da mobilidade e do equilíbrio e promovendo a recuperação muscular.

É uma doença que afeta a primeira e segunda vértebra cervical, atingindo estrutura óssea e ligamentos. Pode causar lesão na medula, inchaço, inflamação e até levar o animal à morte. Por isso é muito importante o diagnóstico e tratamento adequado. A fisioterapia é importante para a reabilitação do animal a fim de preservar a articulação que está instável, além de auxiliar no controle da dor, inflamação e cicatrização de tecidos em casos cirúrgicos.

De diversas origens e causas as lesões neuromusculares são caracterizadas, na maioria dos casos, pelas manifestações de fraqueza e atrofia muscular, andar rígido e intolerância ao exercício. A fisioterapia contribui com a manutenção da massa e tônus muscular, melhora da flexibilidade e redução das contraturas musculares.

Ocasionadas por lesões traumáticas ou de origem patológica normalmente requerem intervenção cirúrgica imediata. Nestes casos, a fisioterapia tem a função de reduzir o tempo de recuperação do cãozinho, controlar a dor e a inflamação.

É uma doença degenerativa não dolorosa e lenta que afeta a medula espinhal de alguns cães, causando dificuldades de locomoção e outros sintomas de forma progressiva (similar a Esclerose Lateral Amiotrófica – ELA – nos humanos). A fisioterapia é essencial para melhorar a qualidade de vida, retardando a progressão da doença.

A Cinomose é uma doença viral febril, muito contagiosa, que atinge cães mais jovens ou cães mais idosos não vacinados. Como não há cura, a fisioterapia irá amenizar as sequelas da doença, melhorando o equilíbrio, coordenação motora e manutenção da musculatura.

Também denominada estenose lombossacra degenerativa é uma das enfermidades orteoarticulares mais frequente em cães idosos de grande porte, que causa muita dor e dificuldade de andar. Se realizada na fase inicial da doença, a fisioterapia pode até evitar a cirurgia. Em todos os casos o objetivo da reabilitação será reduzir a dor e a inflamação, restabelecer a massa muscular e o equilíbrio.

Também conhecida por espondilomielopatia cervical é uma patologia que afeta várias partes da coluna vertebral na região cervical de cães de grande porte e gigantes, causando dor e alterações neurológicas. A fisioterapia atua tanto no tratamento pós cirúrgico quanto não cirúrgico, promovendo a redução da dor e da inflamação e na melhora do aporte sanguíneo nos tecidos lesionados.

O sistema vestibular é um órgão que pertence ao sistema nervoso, responsável por manter o equilíbrio, coordenar o movimento da cabeça, da postura e dos olhos, em relação à gravidade. Em casos de lesão, a fisioterapia é fundamental no tratamento, auxiliando no restabelecimento das funções fisiológicas do animal, melhora do equilíbrio, postura e locomoção.

Indicações Ortopédicas

Causada pelo desgaste da articulação, resulta em menor elasticidade e consequente dor crônica e dificuldade em se locomover. Atinge principalmente cães idosos e/ou obesos. A fisioterapia ajuda a controlar a dor, reduz a inflamação e o avanço da degeneração.

Doença inflamatória autoimune crônica e progressiva que causa deformidade nas articulações. Provoca muitas dores e dificuldades para caminhar. Pode afetar o apetite e causar febre. A fisioterapia melhora a mobilidade articular, proporciona ganho de força e resistência além de controlar a dor e a inflamação.

Desenvolvimento anormal da articulação do quadril que causa instabilidade e consequentemente artrose e dor. É uma doença hereditária comum em cães de grande porte. A fisioterapia tem o objetivo de controlar a dor, reduzir a progressão da doença e aumentar a força muscular, melhorando a mobilidade do cão.

Representa um conjunto de 4 doenças que levam a uma má formação da articulação do cotovelo, comum em cães de raças grandes e gigantes. A fisioterapia ajuda a controlar a dor e reduzir a inflamação, retardando a progressão da artrose, preservando a massa muscular e melhorando a função da articulação.

É uma das anormalidades mais comuns nos joelhos dos cãezinhos (tanto de pequeno quanto de grande porte) e ocorre quando há um deslocamento da patela (congênita ou trauma), causando alterações na articulação. A fisioterapia auxilia no controle da dor, fortalecimento dos músculos e reeducação postural. No pós-operatório a fisioterapia é fundamental para reduzir o tempo de recuperação do animal.

Quando há morte de células (necrose) na cabeça e colo do fêmur, causando uma deformidade na articulação do quadril. Normalmente requer intervenção cirúrgica. A fisioterapia é fundamental para estimular o retorno funcional do membro, recuperar a musculatura, controlar a dor e inflamação e reduzir o tempo de recuperação do cãozinho.

Uma das doenças mais comuns na articulação do joelho dos cães, ocasionada por uma degeneração crônica ou a partir de trauma. Causa muita dor e desconforto ao caminhar. A fisioterapia tem um papel fundamental na redução da dor e controle da inflamação, antes e após a cirurgia, a fim de reduzir o tempo de recuperação do cãozinho.

Atinge cães filhotes entre a 2ª e 3ª semana de vida e é caracterizada pela dificuldade em andar ou permanecer em pé. A fisioterapia é considerada o melhor tratamento na maioria dos casos e tem o objetivo de ativar a coordenação, fortalecer a musculatura e estimular a oxigenação dos tecidos para que o animal tenha força para conseguir caminhar.

Consiste em lesões nos tendões causadas por esforço repetitivo ou traumas, muito comum em animais de trabalho e competição. A fisioterapia atua na diminuição da dor e do processo inflamatório, além de auxiliar na cicatrização do tendão e no seu remodelamento.

No caso de traumas e fraturas o tratamento inicial costuma envolver a cirurgia, para uma recuperação mais eficaz. No pós-cirúrgico a fisioterapia tem papel fundamental na redução da dor, da inflamação e do tempo de recuperação, além de atuar na cicatrização dos tecidos, ganho de força muscular e recuperação dos movimentos. A magnetoterapia é muito indicada, pois favorece o crescimento ósseo, acelera a cicatrização e reduz o inchaço.

Cuidado com o bem-estar e saúde dos cães

As mudanças nos nossos hábitos também afetam a qualidade de vida de nossos animais de estimação, levando a um baixo condicionamento físico e casos de obesidade. A fisioterapia para cachorros também é indicada nestes casos.
Obesidade

Auxilia no emagrecimento saudável e no restabelecimento da condição física do cãozinho, atuando na saúde das articulações, tendões e ligamentos.

Cães atletas e de trabalho

Melhora o condicionamento físico (capacidade respiratória, cardiovascular, muscular, resistência e equilíbrio) evitando lesões.

Cães de exposição

Atua na melhora da postura e equilíbrio do animal, no fortalecimento muscular e no condicionamento, para ganho de desempenho e estética.

Controle de ansiedade, stress e agressividade

Promove o gasto de energia e melhora de condicionamento, além de estimular a liberação de substâncias que promovem bem-estar e relaxamento do animal.

Tratamento de feridas

Estimula a cicatrização mais rápida, eficaz e segura dos tecidos, reduzindo o tempo de fechamento da ferida.

Alívio das dores

Animais com dor sofrem com problemas na mobilidade, perdem o apetite e não dormem direito. A fisioterapia é uma grande aliada no controle da dor crônica nesses animais.

Qualidade de vida para cães idosos

Eles são nossos companheiros pela vida toda, mas a vida deles é mais curta que a nossa, então precisamos aprender como cuidar de nossos cachorrinhos na velhice!

A mobilidade se torna reduzida, as dores são mais frequentes e é comum a perda de equilíbrio e a perda da visão, o que limita ainda mais a qualidade de vida de pets idosos.

Por isso muitas atividades podem ser desenvolvidas na fisioterapia para garantir uma velhice confortável a nossos cães.

null
Estrutura e Terapias

A Ative conta com salas especiais para cada terapia, além de infraestrutura completa para secagem do animal após hidroterapia. Agende uma visita e venha conhecer nossa clínica.

null
Cinesioterapia

A realização de exercícios supervisionados estimula o fortalecimento muscular, melhora o equilíbrio e a condição cardiorrespiratória, além de promover a saúde das articulações, a flexibilidade e a coordenação motora.

null
Eletroterapia

Consiste no uso de correntes elétricas de forma terapêutica para o fortalecimento muscular, controle de dor aguda e crônica, redução de inchaço, na melhora da cicatrização, regeneração de tecidos e circulação sanguínea.

null
Fototerapia

A aplicação de luzes de LED que são convertidas em ondas eletromagnéticas estimula a regeneração de tecidos, reduz processos inflamatórios, alivia dores, estimula a síntese de colágeno e auxilia na cicatrização de feridas.

null
Hidroterapia

A terapia com esteira aquática auxilia no ganho de massa muscular, controle da obesidade, melhora na flexibilidade e na capacidade cardiorrespiratória, sem sobrecarregar as articulações. Na Ative, a água além de aquecida é ozonizada, para evitar lesões de pele.

null
Laserterapia

O LASER é um tipo de energia eletromagnética que promove vários efeitos terapêuticos, como a redução de inflamações, inchaços e dores, além de auxiliar na recuperação de músculos, nervos, ligamentos e tendões e na cicatrização dos tecidos.

null
Magnetoterapia

O uso de equipamentos que geram campos eletromagnéticos que atuam no restabelecimento do equilíbrio de uma célula e seus componentes frente à uma lesão, promovendo alivio das dores, redução das inflamações e regeneração de tecidos.

null
Massoterapia

A realização de massagens nos cães, associada ao alongamento, auxilia no relaxamento, redução de estresse, aumento da flexibilidade, melhora a circulação sanguínea e linfática além de aliviar dores e melhorar a saúde das articulações.